Você está aqui: Clipping Tancredo, o Político Clássicol

Tancredo, o Político Clássicol

Jornal “O Tempo” – 28/02/2010


AMÁLIA GOULART


"Aqui jaz, muito a contragosto, Tancredo de Almeida Neves". Era assim que o primeiro presidente brasileiro eleito indiretamente após a ditadura militar, em 1985, disse que queria ser lembrado. Se estivesse vivo, Tancredo, avô do governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), completaria 100 anos na próxima quinta-feira.


Quando era senador, na década de 80, conversando com colegas, Tancredo Neves citou o epitáfio que abre esta matéria. "Tinha morrido um senador. Depois do sepultamento, no cafezinho do Senado, um grupo de senadores discutia qual o epitáfio preferido. Um falava assim: 'viveu com dignidade, morreu com o amor de Nossa Senhora Aparecida'. O outro dizia que era um 'bom brasileiro, pai honrado'. Só coisas carregadas de religiosidade. Na vez de Tancredo, ele deu um sorrisinho e disparou", contou Ronaldo Costa Couto, um dos amigos pessoais do ex-presidente, de quem foi secretário de Planejamento e seria ministro do Interior.


Leia mais em: Tancredo, o Político Clássico que Conduziu o Brasil ao Novo