Você está aqui: Livros Tancredo Vivo, Casos e Acasos

Tancredo_Livro_10Tancredo Vivo, Casos e Acasos

Ronaldo Costa Couto. Editora Record, Rio de Janeiro, 1995, 334 páginas


O economista mineiro Ronaldo Costa Couto integrou o ministério do presidente Tancredo Neves, como titular da pasta do Interior, em 1985, depois de ter sido seu secretário de Planejamento quando governador de Minas. Acompanhou muito de perto, portanto, os anos finais da trajetória dele. O livro procura mostrar que “o cidadão Tancredo Neves era múltipo e eclético, muito maior do que só o político, o pensador, o homem de ação”, além de dotado de senso de humor. Começa com episódios de folclore político, relata aspectos das ideias de Tancredo e, por fim, aborda factualmente sua doença, agonia e morte. Na apresentação, o jornalista Elio Gaspari resume: “Este livro é uma competente surpresa. Nele surge o Ronaldo Costa Couto indiscreto ao limite de sua elegância”. Seu melhor momento retrata os dias finais de Tancredo. “Até aqui, existiam algumas versões esparsas, peças isoladas de um quebra-cabeça. Costa Couto foi o primeiro autor a despejar sobre o tabuleiro dezenas de novas versões e os fatos desconhecidos”, Gaspari elogia. O historiador Francisco Iglésias assina o prefácio.