Você está aqui: Discursos LEALDADE A JOÃO GOULART

LEALDADE A JOÃO GOULART

BRASÍLIA – 31/03/1964

“Meu destino está indissoluvelmente vinculado ao do Presidente João Goulart, para a vitória e para a derrota. Os que me conhecem a formação e os sentimentos jamais me fariam a injustiça de supor-me capaz de uma deserção no fragor da luta”


Discurso do deputado Tancredo Neves, declarando lealdade ao presidente João Goulart, na Câmara dos Deputados, em Brasília (31/03/1964)


O Sr. TANCREDO NEVES (Para uma questão de ordem.) – Sr. Presidente, tendo em vista as declarações há pouco feitas pelo nobre Deputado Almino Affonso, devo declarar a V. Exa. e à Casa que nunca declinei, não declino e não declinaria nesta hora, das minhas responsabilidades de líder do governo e da Maioria nesta Casa. Mais do que nunca o meu destino está indissoluvelmente vinculado ao do Presidente João Goulart, para a vitória e para a derrota. Os que me conhecem a formação e os sentimentos jamais me fariam a injustiça de supor-me capaz de uma deserção no fragor da luta. (Palmas.)


Recuso-me, efetivamente, a participar dos debates no clima passional em que estão sendo travados, em que a polêmica se resume à troca de objurgatórias, mais ou menos veementes, e a apelos calorosos e às vezes patéticos aos sentimentos da dignidade patriótica que cada um coloca sob ângulo de suas tendências e interesses políticos, e em que os fatos são apresentados incompletos e, por isso mesmo, distorcidos, desfigurados e, até, inventados. Espero em breve poder ocupar a tribuna, mas, tendo em conta as minhas responsabilidades, só o farei, como é do meu feitio, baseado em fatos verdadeiros, em informações fidedignas ou em ocorrências incontestáveis, para que, comentando-as e analisando-as, possa trazer aos espíritos uma contribuição esclarecedora e construtiva.


Tendo, porém, o Deputado Almino Affonso manifestado o desejo de fazer uso da palavra, e como só pode fazer pela Maioria, na condição de líder, anuí ao seu propósito, cedendo-lhe, nesta oportunidade, a qualificação regimental de que carece para ser ouvido. Peço, pois, a V.Exa. que, levando em conta as circunstâncias excepcionais do momento, fale agora, pela Maioria, o ilustre Deputado Almino Affonso.

Fonte: Perfil Parlamentar: Tancredo Neves. Câmara dos Deputados. Centro de Documentação e Informação. Coordenação de Publicações. Brasília, 2001. p. 345