Você está aqui: Clipping Minas e a Cidade Administrativa

Minas e a Cidade Administrativa

Jornal “O Tempo” – 28/02/2010


JOÃO GUALBERTO JR.


Na próxima quinta-feira, data do centenário de Tancredo Neves, o governo de Minas Gerais passa a atender em um novo endereço. Os edifícios neoclássicos da praça da Liberdade, as primeiras construções da então nova capital, deixam de abrigar o centro do poder no Estado. Após 113 anos, esse papel é transferido para um complexo de prédios modernos a 20 km de distância e localizado em uma região marcada pela carência de atenção pública.


Pode-se enaltecer ou discordar do advento da Cidade Administrativa Tancredo Neves. É plausível a defesa da mudança de sede sob os argumentos da economia e da melhoria na gestão. Não deixam também de ser pertinentes as críticas à real necessidade de se gastar R$ 1,2 bilhão em um projeto que pode ser tido como visionário para tempos de crise e que está longe de agradar a totalidade dos servidores e dos cidadãos.


No entanto, não há como negar a ousadia do governador Aécio Neves em conceber e bancar o novo complexo e a percepção de que Belo Horizonte e Minas vivem um momento histórico.


Leia mais em: Minas se Volta para a Cidade Administrativa