Você está aqui: Clipping Nos Portões do Palácio

Nos Portões do Palácio

Jornal “Estado de Minas” – 27/02/2010


CARLOS HERCULANO LOPES


Passada a emoção em São Paulo, quando mais de 2 milhões de pessoas saíram às ruas para se despedir do presidente Tancredo Neves, cuja agonia no Incor, que comoveu todo o país, durou 26 longos dias, chegou a vez de Belo Horizonte. Em nome de todas as Minas, a cidade prestou suas homenagens ao filho ilustre do estado.


Da capital, o corpo seguiria para São João del-Rei, onde seria enterrado no jazigo da família. Como milhares de outros mineiros, também eu, naquele dia, preparei-me para aquele momento solene e, deixando minha casa na Renascença, rumei para a Avenida João Pinheiro, onde me postei, em frente ao Xodó. Lá ficaria à espera do caminhão do Corpo de Bombeiros que, desde o aeroporto da Pampulha, trazia o corpo ao Palácio da Liberdade, onde seria velado e exposto a visitação, até seguir para a terra natal do presidente.


A expectativa estava latente nos rostos de homens, mulheres e crianças que, como eu, se postavam ali, como participantes anônimos daquele momento histórico. Muitos estavam enrolados em bandeiras de Minas e do Brasil; alguns usavam tarjas pretas, em sinal de luto; e a polícia, como podia, tentava organizar um cordão de isolamento.


Leia mais em (link para assinantes): Nos portões do Palácio