Você está aqui: Clipping Governador Participa de Homenagens a Tancredo em São João del-Rei

Governador Participa de Homenagens a Tancredo em São João del-Rei

Agência Minas – 04/03/2010


SÃO JOÃO DEL-REI(04/03/10) - O governador Aécio Neves participou, nesta quinta-feira (4), em São João del-Rei, no Campo das Vertentes, das homenagens pelos cem anos de nascimento do ex-presidente Tancredo Neves. A programação contou com a reinauguração do Memorial Tancredo Neves e com uma visita ao túmulo do ex-presidente, no cemitério da Igreja São Francisco de Assis.


O governador chegou acompanhado da mãe, Inês Maria, da filha Gabriela, da irmã Andrea e fez o trajeto entre a Igreja e o cemitério cercado por amigos e por moradores de São João del-Rei que também foram prestar homenagens a Tancredo. A solenidade contou ainda com a presença de importantes lideranças políticas, entre elas, a do ex-presidente José Sarney, presidente do Senado, que assumiu a Presidência após a morte de Tancredo. A cantora Fafá de Belém cantou o hino nacional aos pés do túmulo de Tancredo.


Emocionado, o governador disse que a homenagem a Tancredo não deveria ser entendida como um momento de nostalgia, mas como uma comemoração da capacidade das pessoas escolherem e reconhecerem uma liderança como a de Tancredo Neves.


"Hoje, para mim, de um lado é uma imensa saudade, e de outro é a celebração. Que homem público, depois de vinte e cinco anos, é reverenciado desta forma, por um país inteiro? E, infelizmente, e aí talvez seja a tristeza que eu carrego no meu peito, o Tancredo não está vivo, não viveu para ver a sua obra concluída", disse o governador, em entrevista.


Aécio Neves destacou que o grande projeto político de Tancredo Neves foi o de construir a democracia brasileira. Ele disse que a morte de Tancredo representou para os brasileiros o fim de um sonho.


"Todos os instantes, em todos, desde os momentos com Getúlio, como ministro da Justiça, depois como primeiro-ministro no parlamentarismo com João Goulart, depois em todo regime autoritário, ele na oposição. Tancredo só queria uma coisa: o restabelecimento das liberdades democráticas desse país. Tancredo, como diria Afonso Arinos, não fez como tantos ilustres brasileiros que deram a vida pelo país, Tancredo deu a sua morte pelo Brasil", afirmou.


Para o governador, Tancredo tratava das grandes questões nacionais sem se esquecer das suas origens, o que fazia dele um grande estadista. "Conheço poucos homens como Tancredo, que construiu sua trajetória tão ligada aos seus valores e sua terra", disse ele.


Para o presidente do Senado Federal, José Sarney, a lembrança que ele guarda do presidente Tancredo Neves é a de um grande homem. "Tive a honra de conviver com Tancredo, quem eu considero o maior político da história contemporânea desse país. Tancredo foi o fundador da Nova República e foi quem instalou e possibilitou que o país se unisse e as instituições democráticas voltassem com o vigor que até hoje elas possuem", afirmou.


Os moradores de São João del-Rei também organizaram uma homenagem ao ex-presidente, enfeitando as sacadas e janelas das casas do centro histórico, no caminho entre o Solar dos Neves, onde vivia Tancredo Neves, e a Igreja de São Francisco de Assis, de quem o ex-presidente era devoto. Aos domingos, ele fazia esse trajeto a pé para assistir a missa.


Memorial


Em seguida, o governador participou da reabertura do Memorial Tancredo Neves, que foi inaugurado em 1990. O Memorial reúne, em um casarão do final do século 18, um acervo com documentos e fotos que retratam a trajetória do ex-presidente e de outros protagonistas de um importante período da história política brasileira. Com a remodelação realizada pela Oi Futuro, o museu ganhou mais dinamismo e ferramentas interativas.


Curador do memorial, Marcello Dantas, destacou que o espaço não é para ser um local de nostalgia, mas de sedimentação de um ponto de vista da história política contemporânea do Brasil nas novas gerações. "O que importa é a história que esse espaço carrega. O memorial mostra o papel do presidente Tancredo Neves que foi de pavimentar o caminho para a nova democracia", disse.


No memorial, o visitante terá acesso a imagens da vida de Tancredo desde quando vivia em São João del-Rei, da sua vida política, de momentos importantes como os comícios pelas Diretas Já em 1984, da sua posse como governador de Minas Gerais em 1983, das viagens para o exterior quando já eleito presidente da República pelo Colégio Eleitoral, além de medalhas, passaportes, carteira de identidade, vídeos e áudios. Também no memorial, foi instalado o gabinete de Tancredo em São João del-Rei com objetos pessoais que ele utilizava no seu dia a dia.


Estiveram presentes na homenagem ao presidente Tancredo Neves, o vice-governador Antonio Anastasia, o senador Eduardo Azeredo, o deputado federal Ciro Gomes (CE), o senador Francisco Dornelles (RJ), o bispo da Diocese de São João del-Rei, Dom Waldemar Chaves de Araújo, o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, o secretário de Estado de Governo, Danilo de Castro, a secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, o prefeito de São João del-Rei, Nilvaldo Andrade. Estavam ainda presentes personalidades como o cantor Fagner, a cantora Fafá de Belém e a atriz Christiane Torloni.


As comemorações em São João del-Rei prosseguem até sábado (6) com a reabertura do Museu de Arte Sacra e da Casa de Bárbara Heliodora. Também acontecerá a estreia do espetáculo "Terra de Livres", montagem inédita no Brasil, que lança mão da tradição das procissões das cidades históricas mineiras e convida o espectador a percorrer o centro, transformando ruas, casas e igrejas num grande cenário.


A Academia Brasileira de Letras (ABL), fará sessão solene em homenagem a Tancredo Neves no dia 23 de março. A Fundação Tancredo Neves fará nova edição do livro "Tancredo Neves - Um Homem para o Brasil", projeto da jornalista Andrea Neves, no Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro, no dia 10 de abril. Na mesma data e local será aberta a exposição "Tancredo 100 Anos", que apresenta a trajetória de Tancredo com o mesmo suporte material do Memorial de São João Del Rei.


Também acontecerá o lançamento dos livros "Tancredo Neves, a Política Como Razão" e "Tancredo: O Verbo Republicano", organizados pelo jornalista Mauro Santayana. O primeiro contém frases do presidente e o segundo seleciona 12 discursos contextualizados historicamente pelo autor. A Fundação Tancredo Neves vai lançar ainda um portal que reúne a história de Tancredo e o cineasta Silvio Tendler, autor dos filmes "Jango" e "Anos JK", prepara um documentário sobre o presidente.


Leia este texto no portal Minas On-line. Governador Participa de Homenagens a Tancredo em São João del-Rei


Assista, no portal Minas On-line, ao vídeo: