Você está aqui: Sala de imprensa Tancredo, a travessia

Tancredo, a travessia

O diretor Silvio Tendler e o produtor Roberto D'Avila - Crédito: Ana PaulaUm filme de Silvio Tendler, com supervisão do jornalista Roberto D´Avila

Tancredo, a travessia, do diretor Silvio Tendler, com supervisão do jornalista Roberto D´Avila, produzido pela Caliban e Intervídeo, entra em cartaz no dia 28 de outubro. O objetivo é resgatar a verdadeira história de Tancredo, o homem moderado, mas que durante a sua vida pública enfrentou com extraordinária coragem grandes desafios em momentos cruciais da história política do país. Graças a sua atuação firme e serena, ele viabilizou a restauração da legalidade constitucional no Brasil, depois de vinte anos de ditadura.

O documentário corresponde aos três principais momentos da vida política de Tancredo Neves: ministro da Justiça de Getúlio Vargas na crise de agosto de 1954, que levou esse presidente ao suicídio; primeiro-ministro em seguida à renúncia do presidente Jânio Quadros, em 1961, e à crise da posse do vice-presidente João Goulart; e candidato a presidente da República e presidente eleito, em 1984 e 1985, com a missão de restabelecer o governo civil no Brasil.

Sinopse

Tancredo, a travessia é um documentário brasileiro que retrata, por meio de depoimentos, a biografia do presidente Tancredo Neves. Conta a história do homem firme em suas decisões e sereno nas atitudes, do político moderado, mas que durante a sua vida pública enfrentou com ética, retidão e extraordinária coragem grandes desafios em momentos cruciais da história do país.

O filme tem roteiro e direção de Silvio Tendler, supervisão do jornalista Roberto D'Avila e produção da Intervideo Digital. Foram entrevistadas 28 personalidades – políticos, jornalistas, artistas e familiares – que conviveram intimamente com o presidente Tancredo e foram, ao lado dele, protagonistas dos mais importantes fatos políticos ocorridos no Brasil desde a última metade do século 20.

A equipe de Silvio Tendler e Roberto D'Avila conseguiu extrair histórias exclusivas e surpreendentemente reveladoras sobre a atuação do presidente Tancredo em épocas importantes de nossa História como, por exemplo, a reconstituição das últimas horas do presidente Getulio Vargas, um exemplo da lealdade e da firmeza dos atos de Tancredo Neves, então Ministro da Justiça. Esta cena, no início do filme, serve para que o espectador conheça a personalidade e a coerência de Tancredo e entenda a sua postura democrática nos fatos políticos futuros e que forjaram o Brasil de hoje.

Com isso, o documentário Tancredo, a travessia alcançou o seu objetivo de contar a verdadeira história do presidente Tancredo de Almeida Neves, o homem firme em suas decisões e sereno nas atitudes, o político moderado, mas que durante a sua vida pública enfrentou com extraordinária coragem grandes desafios em momentos cruciais da história política do país. Um dos principais personagens que viabilizou a restauração da legalidade constitucional no Brasil, depois de vinte anos de ditadura.

Sobre o diretor

Historiador por formação, Silvio Tendler é um dos mais influentes cineastas brasileiros, com cerca de 40 filmes realizados. Seu primeiro documentário em longa-metragem, Os Anos JK – Uma Trajetória Política (1980), tornou-se um marco do gênero e vários de seus filmes ganharam destaque internacional.

Em Paris, Silvio trabalhou com Bernardo Bertolucci. Frequentou o curso de cinema e história dirigido pelo historiador Marc Ferro, na Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais; e o curso de cinema aplicado às ciências sociais, dirigido pelo cineasta e antropólogo Jean Rouch. Participou, ainda, como membro do coletivo de realização do filme La Spirale, coordenado por Chris Marker.

Hoje, Silvio Tendler é detentor das três maiores bilheterias de documentários na história do cinema brasileiro: O Mundo Mágico dos Trapalhões (1 milhão e 800 mil espectadores), Jango (1 milhão de espectadores) e Os Anos JK (800 mil espectadores).

Para ele, Tancredo, a travessia complementa uma trilogia que começou com Os Anos JK e continuou com Jango, presidentes cujas biografias foram marcadas por um compromisso indissolúvel com a democracia e o futuro da nação e do povo brasileiro.

Ficha Técnica

Realização: Intervídeo Digital
Coprodução: Caliban Filmes e Terra Brasilis
Produção: Cláudio Pereira e Roberto D’Avila
Direção e roteiro: Silvio Tendler
Idealização e Argumento: José Augusto Ribeiro eRoberto D’Avila
Narração: Beth Goulart, Christiane Torloni eJosé Wilker
Produtor Delegado: José Antonio Medeiros
Produção Executiva: Lara Velho
Assistência de Direção: Ana Rosa Tendler
Consultoria Histórica: Carla Siqueira
Direção de Fotografia: André Carvalheira
Edição Final: Bernardo Néder e Zé Pedro Tafner
Música: Tancredo – A Travessia, de Fernado Brandt e Lucas Marcier
Realização: Intervídeo Digital
Coprodução: Caliban Filmes e Terra Brasilis
Produção: Cláudio Pereira e Roberto D’Avila  
Direção e roteiro: Silvio Tendler  
Idealização e Argumento: José Augusto Ribeiro e Roberto D’Avila  
Narração: Beth Goulart, Christiane Torloni e José Wilker
Produtor Delegado: José Antonio Medeiros 
Produção Executiva: Lara Velho  
Assistência de Direção: Ana Rosa Tendler 
Consultoria Histórica: Carla Siqueira  
Direção de Fotografia: André Carvalheira 
Edição Final: Bernardo Néder e Zé Pedro Tafner 
Música: Tancredo – A Travessia, de Fernando Brant e Lucas Marcier

Produtoras/Distribuidora

A Caliban é uma empresa multimídia, produtora e distribuidora de cinema e vídeo.

Tendo à frente o cineasta e historiador Silvio Tendler, a produtora se notabilizou em biografias históricas de cunho social e conquistou vários prêmios importantes no Brasil e no exterior.

Criada em 1981, tem um catálogo com cerca de 40 trabalhos, entre filmes de longa, média e curtas-metragens, vídeos culturais, institucionais e de treinamento, além de desenvolver projetos de marketing político e cultural.

Algumas de suas produções são referências na história dos filmes documentários no Brasil. Entre eles, destacam-se Jango, Os Anos JK, Castro Alves e o mais recente Encontro com Milton Santos.

Jango é o recordista de bilheteria do cinema documentário no país e despertou importantes debates numa época de exceção e perseguições políticas.

A Caliban possui o maior acervo particular de películas históricasabrasileiras em 16 e 35 milímetros, com mais de 10.000 títulos, que documentam quase 50 anos de história do Brasil e do mundo.

Intervídeo Digital

Tendo à frente prestigiosos profissionais da área de comunicação, a Intervídeo se especializou em produzir documentários, obras de ficção, filmes publicitários, vídeos institucionais e programas de entrevistas.

Conexão Roberto D'Avila é um programa que a Intervídeo veicula na televisão brasileira há mais de 25 anos, realizando grandes entrevistas com personagens importantes no cenário do Brasil e do exterior.

Aliando informação, conhecimento e entretenimento, algumas de nossas produções fazem parte da história da televisão brasileira. Entre essas produções destacam-se Os Brasileiros, Conexão Internacional e Xingu, que romperam fronteiras e alcançaram repercussão em vários países.

No cinema, a Intervídeo participou de produções arrojadas, mantendo o seu estilo jornalístico e avançando na área da ficção.

Com a produtora Olhar Imaginário, de São Paulo, coproduziu os premiados O Velho - a história de Luiz Carlos Prestes, um documentário sobre a vida de um dos mais importantes personagens da recente história brasileira; Latitude Zero, um no melhor estilo road movie pelo interior brasileiro, e 1999, um futurista passado nos últimos dias do século 20.i

Downtown Filmes

A Downtown Filmes é uma distribuidora dedicada exclusivamente ao lançamento de filmes brasileiros.

Fundada em 2006, sua estratégia de atuação é assegurar a distribuição do melhor do cinema nacional, por meio da colaboração com os principais produtores e diretores brasileiros, garantindo assim sua participação nos projetos, em seus diferentes estágios de desenvolvimento.

Isso garantiu à Downtown Filmes, a partir de 2008, a distribuição de importantes filmes que alcançaram um público expressivo, como Meu Nome Não é Johnny, de Mauro Lima, Divã e Cilada.com, de José Alvarenga Jr e Chico Xavier, de Daniel Filho.

Em 2010, foi responsável pela distribuição da comédia De Pernas Pro Ar, de Roberto Santucci, que atraiu mais de 3 milhões de espectadores aos cinemas e pelo documentário Lixo Extraordinário, dos diretores João Jardim, Karen Harley e Lucy Walker, indicado ao Oscar de melhor documentário em 2011.

A Downtown Filmes também incentiva novos talentos. Faz parte da sua carteira filmes selecionados e premiados em importantes festivais nacionais e estrangeiros, como Crime Delicado e Cão sem Dono, de Beto Brant, o Céu de Suely, de Karim Anouz, Estômago, de Marcos Jorge, e Só Dez Por Cento É Mentira, de Pedro Cezar.

A empresa é dirigida por Bruno Wainer, que tem no seu currículo a distribuição de alguns dos maiores sucessos do cinema brasileiro, entre os quais se destacam Olga, de Jayme Monjardim, Os Normais, de José Alvarenga Jr, Central do Brasil, de Walter Salles Jr., e Cidade de Deus, Fernando Meirelles.

Assessoria de Imprensa

Primeiro Plano

Anna Luiza Muller e Luciana Leall

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.