Você está aqui: Discursos

Discursos

discurso

Tancredo, entre Ulysses Guimarães e dona Risoleta, em seu discurso como presidente eleito: "Poderemos fazer deste País uma grande Nação. Vamos fazê-la" (foto Orlando Brito/Editora Abril/Imagens)

PRESIDENTE ELEITO

Brasília – 15/01/1985

"Não vamos nos dispersar. Continuemos reunidos, como nas praças públicas, com a mesma emoção, a mesma dignidade e a mesma decisão. Se todos quisermos, dizia-nos, há quase duzentos anos, Tiradentes, aquele herói enlouquecido de esperança, poderemos fazer deste País uma grande Nação. Vamos fazê-la."

Discurso do presidente Tancredo Neves, após sua eleição à Presidência da República no Colégio Eleitoral, no plenário da Câmara dos Deputados, Brasília (15/01/1985)

Leia mais...

PRESIDENTE DA REPÚBLICA

BRASÍLIA – MARÇO DE 1985

“Brasileiros, começamos hoje a viver a Nova República. Deixemos para trás tudo o que nos separa e trabalhemos sem descanso para recuperar os anos perdidos na ilusão e no confronto estéril. Estou certo de que não nos faltará a benevolência de Deus."

Discurso do presidente Tancredo Neves preparado para o dia de sua posse na Presidência da República, em Brasília - Março de 1985

Leia mais...

POSSE COMO GOVERNADOR DE MINAS GERAIS

BELO HORIZONTE – 15/03/1983

“Minas nasceu da luta pela liberdade. E porque a liberdade é o ânimo das pátrias, a Nação surgiu aqui, na rebeldia criadora dos inconfidentes, que nos deram por bandeira o mais forte de todos os ideais. Não se deve ao acaso que esta praça e este palácio tenham a mesma denominação. Liberdade é o outro nome de Minas.”

Discurso do governador Tancredo Neves ao tomar posse no cargo de governador do Estado de Minas Gerais, em Belo Horizonte, Palácio da Liberdade (15/03/1983)

 

Leia mais...

DEFESA DAS REGRAS DEMOCRÁTICAS

BRASÍLIA – 27/04/1978

“A Nação está farta de prepotência e de intolerância. Almeja ardentemente o seu reencontro com as suas tradições históricas. É dever de todos e obrigação moral indeclinável do governo apressar esse acontecimento.”

Discurso do deputado Tancredo Neves sobre as condições políticas implantadas no País a partir do golpe de 1964, na Câmara dos Deputados, em Brasília (27/04/1978)

Leia mais...

CONCILIAÇÃO COMO SOBREVIVÊNCIA NACIONAL

BRASÍLIA – 5/12/1978

“Quando na vida de um povo não se pode preservar a limpidez das fontes do poder, algo de grave está para acontecer, pondo em risco as suas tradições morais, a intangibilidade de sua consciência jurídica e a sua própria respeitabilidade.”

Discurso do deputado federal Tancredo Neves, no qual avalia a legislatura 1974-1978, na Câmara dos Deputados, em Brasília (5/12/1978)

Leia mais...

HOMENAGEM A JUSCELINO KUBITSCHEK

BRASÍLIA – 14/09/1976

“Ele foi um predestinado que soube cumprir com grandeza a sua missão. Ilustrou, enriqueceu e elevou a sua Pátria. Dignificou o seu povo. Prestigiou e fortaleceu as nossas instituições democráticas. Preservou e opulentou o patrimônio dos nossos princípios.”

Discurso do deputado Tancredo Neves em homenagem ao presidente Juscelino Kubitschek, na Câmara Federal, em Brasília (14/09/1976)

Leia mais...

LEALDADE A JOÃO GOULART

BRASÍLIA – 31/03/1964

“Meu destino está indissoluvelmente vinculado ao do Presidente João Goulart, para a vitória e para a derrota. Os que me conhecem a formação e os sentimentos jamais me fariam a injustiça de supor-me capaz de uma deserção no fragor da luta”


Discurso do deputado Tancredo Neves, declarando lealdade ao presidente João Goulart, na Câmara dos Deputados, em Brasília (31/03/1964)

Leia mais...

HOMENAGEM À MEMÓRIA DE GETÚLIO VARGAS

RIO DE JANEIRO – 1954

"Dois objetivos supremos guiaram toda a vida pública de Getúlio Vargas: redenção das massas trabalhadoras e nacionalismo econômico. Esses dois termos não constituem postulados demagógicos e enganosos."

Discurso do deputado Tancredo Neves, no qual analisa o governo do ex-presidente Getúlio Vargas, Câmara dos Deputados, Rio de Janeiro, em 1954

Leia mais...

POSSE COMO PRIMEIRO-MINISTRO

BRASÍLIA – 08/09/1961

"A cada um de nós compete, pois, com o espírito totalmente voltado para o bem comum, fazer do regime parlamentarista o instrumento revolucionário eficaz de que necessita o País para as suas reformas fundamentais."


Discurso de posse do deputado Tancredo Neves como primeiro-ministro do governo de João Goulart, na Câmara dos Deputados, em Brasília (08/09/1961)

Leia mais...

DRUMMOND: MINAS GERAIS E A POESIA

BRASÍLIA – 01/12/1972

“Foi dentro de Minas, na sua Itabira férrea, que se galvanizou seu universalismo, com uma dimensão que abrange todos os sentimentos, capta os movimentos do mundo e os transforma em poemas que encantam, comovem e consolam.”


Discurso do deputado Tancredo Neves em homenagem ao septuagésimo aniversário de Carlos Drummond de Andrade, na Câmara dos Deputados, em Brasília (01/12/1972)

Leia mais...

Página 1 de 2